Archive for the 'PARTITURAS' Category

CHORINHO AO LUAR

Abel Ferreira é mineiro de Coromandel.
Nasceu em 15 de fevereiro de 1915.
Iniciou seus estudos musicais de modo autodidata.
Teve aulas de clarineta com Hipácio Gomes.
Estudou teoria musical e aprimorou-se, vindo em 1935 para São Paulo.
Daqui viajou para o Rio de Janeiro e diversas cidades do Brasil.
Compôs, acompanhou e integrou muitos grupos de musicistas e cantores.
Excursionou para Europa e URSS.
Faleceu em 13 de abril de 1980, no Rio de Janeiro.
“Acariciando”, “Doce Melodia”, “Levanta Poeira”,
“Chorinho do Sovaco de Cobra”, “Chorando Baixinho”,
entre outras peças, são melodias muito apreciadas de seu repertório.
Em “Chorinho ao Luar”, de 1951, Abel mostra bem a formosura da inspiração brasileira
sob as delicadas nuances do choro.
Observe os marcantes graves dos baixos standard do BJP 462.

Partitura: Chorinho ao Luar para Acordeon

Anúncios

MIGALHAS DE AMOR – Jacob do Bandolim

102. Fiz este arranjo de “Migalhas de Amor” para acordeon e violão de 7 cordas.
O arranjo foi dedicado ao musicista Gino di Rosa.
O teclado do Acordeon é fiel à melodia original.
Os baixos sustentam os acordes, aproveitando os contrabaixos mais próximos à intenção da música.
O violão, sempre muito livre, acrescenta temas que vão navegando ao lado dos originais.
Jacob do Bandolim compos este chorinho em maio de 1952.
Meu estudo em Sol Menor mostrou um tema delicado.
A música passeia por sonoridades multifacetais, com harmonias muito soberanas.
Jacob teria dito que suas composições eram “destinadas mais a músicos”.
Neste caso, o chorinho é mesmo refinado.
Mas, por isso mesmo, traduz bem a criatividade musical brasileira.
Fiz esta gravação sem edição de áudio, atendendo pedidos de apreciadores que gostariam de ouvir o som de acordeon do Roland FR7x.
Experimente o arranjo e comente aqui.

Partitura de Migalhas de Amor
Migalhas de Amor para Acordeon e Violão 7 Cordas

RASQUEADO INTEIRIÇO

99. Nesta composição tento resgatar
a memória do rasqueado tradicional,
do Estado de Mato Grosso do Sul e regiões limítrofes.
O acordeon vai conduzindo o baile,
onde pessoas de todas as idades dançam
sob o inebriante balanço ternário
desse ritmo muito alegre.
Esta canção tem o nome de “Rasqueado Inteiriço”
porque utiliza as 41 notas do teclado
do Acordeon padrão de 120 baixos.
Assim é o canto que enfeita esta melodia:

“Agora eu vou dançar
com esse acordeon.
Ele faz uma canção
que toca muito fundo
o nosso coração.

Quanto amor tem nesse som,
seu balanço é demais bom.
De mãos dadas nós rodamos
cada vez mais abraçados,
ai, Amor…
Muito alegre estou.

Dança, dança este compasso,
fica dentro do espaço
deste ritmo bom.
Tradição que eu gosto muito
e quero transmitir
às novas gerações.”

Partitura: Rasqueado Inteiriço

FLAMBÉE MONTALBANAISE – Gus Viseur, 1930

Aprecie esta partitura da Valsa “Flambée Montalbanaise”.
Gus Viseur se notabilizou como um dos nomes singulares da música francesa e européia.
Os raros vídeos em que ele aparece mostram um artista virtuosíssimo e muito humilde.
É um grande exemplo de acordeonista!
Comente o desempenho da valsa e como recebeu minha partitura. Obrigado.

Partitura: 1930 Flambée Montalbanaise

PRINCESINHA DELICADA – Chorinho

Disponibilizo aqui a partitura de minha composição.
É um chorinho que fiz em maio de 2012, em homenagem a Dominguinhos.

Princesinha Delicada

LORNA POLLOCK E “BRANCA” (Zequinha de Abreu)

82. A adorável musicista norte-americana Lorna Pollock, da Califórnia, tem postado inúmeros vídeos no You Tube, todos de excelente qualidade.
Recentemente, fiz um arranjo de “Branca” (Zequinha de Abreu), sugerindo sua execução.
Recebo neste momento seu vídeo.
Aproveita os recursos do FR7X e brinda o expectador com imagens sensíveis, com as quais tenta passar o mistério dessa melodiosa valsa brasileira.
No texto, Lorna ainda menciona alguns pormenores da obra de Zequinha.
Como é bom estar hoje com a Informática assim disponível, propiciando a inter-comunicação entre os povos e a divulgação da cultura.
Parabéns a Lorna pelo trabalho, que muito nos honra.

Lorna Pollock

Em sua apresentação escreve:

I played classical music from age 9-18.
I had training on the piano and pipe organ.
When I started teaching piano to my granddaughter in 2007 (41 years later!!)
I renewed my love for the piano!
I now teach all five of my grandchildren, a great joy!
I also play world folk music on my Roland FR7X V-accordion.
I have two YouTube channels: my piano recordings: musicamusement; my accordion recordings: accordiona
I hope you will visit my channels.

Partitura
BRANCA

VENERÁVEL AMOR – Valsa Brasileira

Disponibilizo minha Valsa “VENERÁVEL AMOR”.
Fiz um arranjo para dois acordeões, em Dó Menor,
Experimente o Primeiro Acordeon com os registros orquestrais da Roland FR7X, por exemplo, Strings. Nos baixos, utilize Contrabaixo Acústico, mesclando com o set de rítmos de Valsa.
Toque com um Colega que faça o Segundo Acordeon, contrastando com a melodia, em sons complementares. Por exemplo, pode utilizar cordas (violão, piano, vibrafone etc.).
Outras formações poderão ser aplicadas.
As harmonias da FR7X não se esgotam.
Se possível, grave um vídeo e lance no You Tube.
Bom divertimento.
Comente aqui os resultados!

VENERÁVEL AMOR

MARINGÁ, DE JOURBERT DE CARVALHO (1932)

Não é fácil a vida do sertanejo nordestino.
Sua garra, as aventuras que vive,
sua teimosia em continuar ali,
a qualquer custo,
mesmo que prestes a sucumbir diante das agruras da natureza hostil,
faz com que seja o último dos retirantes.
E foi assim que ficou, vendo Maringá, sua amada,
deixando a terra com um grupo de derradeiros sofredores.
Ali arredio, no abandono de sua fantasia,
implora o amor de Maringá.
Não se trata de uma lamúria passageira.
O caboclo, tanto mais bruto como mais delicado,
espreme o caldo de suas energias agonizantes para transformar tudo.
Crê na superação dessas dificuldades com as quais já se acostumou.
Espera que seu amor retorne e celebre a futura bonança.
Ama enlouquecido,
como se ama um pássaro saudando o amanhecer.


OS RETIRANTES
Escultura de Mestre VITALINO
Caruaru (Pernambuco)
*1909 +1963

Assista um vídeo histórico com a gravação da música “Maringá”
pelo cantor Gastão Formenti, em 1932,
postado por Leonardo Thurler.

MEU ARRANJO
Fiz este arranjo para dois acordeões, em Dó Menor.
Experimente e divulgue.
Se possível, faça um vídeo com um colega, executando este Arranjo.
Comente aqui.

Letra de Maringá

Partitura de Maringá

SUBLIME TORRÃO

Esta bela peça de Genival Macedo representou de modo ímpar a personalidade da Paraíba.
O autor a cantou em 25 de janeiro de 1937, quando foi inaugurada a Rádio Tabajara, em João Pessoa.
Não obstante o Hino Oficial do Estado, “Sublime Torrão” quase é considerada a música mais representativa da alma paraibana.
Letra e melodia são, realmente, muito expressivas da “namorada do Brasil”, cuja história e notável cultura têm causado admiração a todos.
Fiz um arranjo para Acordeon, em La Bemol, rítmo de baião, conjugando as interpretações de Marinês, Clã Brasil, Banda da Polícia Militar do Estado da Paraiba e algumas transcrições para Clarinete que recebi de João Pessoa.
Experimente e comente aqui.

Partitura de “Sublime Torrão”
Sublime Torrão em Ab, para Acordeon
Letra da Música
Sublime Torrão

Vista Aérea de João Pessoa (Paraíba), vendo-se a Lagoa, no Parque Solon de Lucena

INSCRIÇÃO NA OMB/SP

Hoje participei da solenidade de entrega das carteiras de Inscrição na Ordem dos Músicos do Brasil no Estado de São Paulo.
Qualifiquei-me como Acordeonista Profissional, nas modalidades Erudito e Popular.
Estavam presentes diversas autoridades oficiais e artistas consagrados de nosso País.
Foi muito bom ver pessoas de idade e estilos multiformes oficializando seu trabalho na autarquia federal competente para seleção, fiscalização, regulação e assistência ao Músico, conforme Lei 3857/60.
Ousei homenagear a Ordem dos Músicos do Brasil, na pessoa de seu atual Presidente, Prof. Roberto Bueno, com um arranjo para dois acordeões da melodia inca “EL CONDOR PASA’, cuja partitura entreguei à Mesa durante a cerimônia.
Disponibilizo aqui meu arranjo e a letra comumente considerada para esse tema.
Experimente e comente aqui.

Partitura de El Condor Pasa
Letra de El Condor Pasa