Joseph Natoli com Roland FR7X

71. O Acordeon Roland FR7X tem os recursos Midi, com os sons orquestrais.
Porém, pode soar também como um Acordeon Acústico.
Neste vídeo, Joseph Natoli mostra essa virtude do instrumento.
Tenho feito estudos com um Scandalli Super VI, comparando-o “pari passu” com o FR7X.
É verdade que o Acordeon Digital se aproxima bastante do natural.
Contudo, dizer que a semelhança é total seria um paradoxo.
Mesmo assim, se pensarmos no que o FR7X tem a mais, o resultado de som que ele oferece, no geral, é muito satisfatório.
Uma de suas mais apreciadas ferramentas é a que possibilita o uso dos baixos soltos (free bass).
Em baixo solto, o FR7X não tem apenas a modalidade Bayan.
O Acordeonista opta por diversas formas de solo nos baixos, com sons cristalinos, bem típicos.
O “free bass” é útil no Acordeon porque aumenta muito as possibilidades melódicas e harmônicas do musicista.
São postas à disposição quase todas as notas do Piano, nas oitavas corretas.
Com essas alternativas, a música erudita e até a popular têm superdimensionamento auditivo.
Confira este vídeo de Natoli, onde usa “free bass”.
Comente aqui suas impressões e experiências.

0 Responses to “Joseph Natoli com Roland FR7X”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 1.244 outros seguidores


%d blogueiros gostam disto: