Arquivo para setembro \28\UTC 2012

VISITAS AO BLOG

Desejo agradecer as honrosas visitas neste blog de musicistas do Brasil, Portugal, Áustria e China.
A tradição da arte chinesa, o encanto da arte portuguesa e o realce austríaco em acordeon emocionam.
Os artistas do Brasil também têm no Acordeon uma valiosa expressão dos sentimentos gentís e hospitaleiros de nosso povo.
Esse fascínio das comunicações que a informática nos trouxe faz a vida muito melhor.
As conquistas desse avanço cibernético chegaram ao Acordeon.
Convido os Acordeonistas do Brasil e do mundo para esta troca de experiências quanto ao uso do Acordeon Digital.
Abraços a todos e obrigado pelo incentivo.

Anúncios

CONCURSO INTERNACIONAL BASCO DE COMPOSIÇÃO PARA ACORDEON

Na cidade de Zarautz, no País Basco (Norte da Espanha), encerrou-se no último dia 15 de setembro o V Concurso Internacional de Composição “Francisco Escudero”.
O objetivo desse evento é incentivar a criação de peças para Solo de Acordeon em Música de Câmara.
Nessa edição participaram 22 obras, de compositores de quatro continentes.
Os primeiros colocados foram WEN LIU, da China, com a obra “Penumbra”, para Trio de Acordeões, e BONILAURI STEFANO, da Itália, apresentando o “Quarteto III B”, para Quatro Acordeões.
Na ocasião, foi executada em primeira audição a peça “JALKIN 2”, para Quarteto de Acordeões, de RAMON LAZKANO, que esteve presente no Concurso como membro do juri.
Não é demais lembrar Francisco Escudero.
Esse festejado compositor basco, nascido em 13 de agosto de 1912 e falecido em 07 de junho de 2002, deixou obras importantes que tiveram premiações diversas entre as décadas de 1930 e 1950.
Seu repertório inclui concertos, sinfonias e óperas.
Vamos aguardar as partituras e algum vídeo dos premiados.
Maiores informações estão no site da fábrica de acordeões Pigini (itália).
Eis uma foto de Wen Liu, autora de “Penumbra”, postada na página do Facebook.

RAIMUNDINHO DO ACORDEON

56. O representativo músico de Juazeiro (BA) mostra sua arte típica.
O amor pelo Acordeon, na sua tradução carinhosa de sentimentos, é o sinônimo desse artista do São Francisco.
Veja a reportagem que bem retrata mais este sanfoneiro apaixonado do Brasil.

EXPOMUSIC 2012 E ROLAND

Visitei hoje a Expomusic 2012.
Apresentei-me pessoalmente ao membros da Roland.
Renovei ali parte dos comentários que havia escrito antes, em correspondência com diversos anexos.
Espero que a Roland atente às observações que fiz.
Em todo País, o Acordeon é objeto de paixão, comandando festas, enfeitando apresentações, revelando artistas.
Os rítmos do Brasil são apreciados universalmente.
O jeito brasileiro de tocar é rico em variedade, na diversidade de nosso amplo território e miscigenação étnica e cultural.
Pedi à Roland que olhe para o Brasil e acrescente no Módulo BKM-7 outros arquétipos daqui, dos quais mandei alguns exemplos (xote, vaneirão, forró, baião, marchinha, guarânia sertaneja etc.).
Solicitei também à Roland que estude alguns aperfeiçoamentos no FR7X, com vistas a obter sonoridade e alguns recursos específicos que foram detalhados na Carta, com ilustrações.
Nós temos uma realidade comercial enorme para Acordeon, fora, é claro, o potencial da restante América Latina.
É muito importante que nós, brasileiros, façamos a direção da Roland do Exterior saber de nossas aspirações.
Se eles não souberem que existe o xote gaúcho, o xote paulista, o xote nordestino, com suas variantes, como poderão inserí-los no BK7-M?
O mesmo vale para as outras coisas.
Lutemos por nós mesmos!
Já que gostamos tanto do FR7X e do BK7-M, façamos nossos desejos chegarem aos comandantes maiores da empresa.
Essa é minha esperança!
Esperança de que a força dos colaboradores brasileiros da Roland atue decisivamente para levar aos cabeças estrangeiros estas aspirações.

JACKSON RODRIGUES NA COPA DA CROÁCIA

55. Para nós, é uma satisfação especial a participação na Copa do Mundo de Acordeon.
Em 2010, na Croácia, um jovem brasileiro marcou exuberante presença.
Jackson Rodrigues mostrou a musicalidade de nossos acordeonistas.
Parabéns a esse artista nacional, merecedor de nossos maiores aplausos.
Note como ele valoriza o FR7x.

GAÚCHO DA FRONTEIRA EM “CANTO ALEGRETENSE”

54. O tradicional modo gaúcho de executar o Acordeon se realça nesta peça de Nico e Bagre Fagundes, interpretada por Gaúcho da Fronteira.
Mesclado a uma banda com piano e outros instrumentos de corda, o próprio cantor toma sua “gaita” para torná-la inseparável da arte sulina.
Como em “Guri”, de César Passarinho, o Acordeon nutre a fantasia e a saudade da terra natal.
E não é bom, mesmo, cantar essa saudade?
Veja o vídeo e comente aqui.

MUSICTECH HOMENAGEIA ASTOR PIAZOLLA

53. A Orquestra Digital Musictech, em Castelfidardo, apresenta a peça “Adeus Piazolla”.
Os instrumentos mantém a postura tradicional do Acordeon, embora tenham recursos digitais.
Não obstante, a sonoridade alcança o objetivo de retratar a tipicidade do saudoso musicista que deu novas texturas ao tango.
Compare e comente aqui.

“PRINCESINHA DELICADA” EM VÍDEO

003. Apresento meu chorinho “Princesinha Delicada” com a Roland FR7x.
Tentei mostrar seu set orquestral, com dual em vibrafone e acordeon celeste.
Esse banco é formado de fábrica e oferece, por si só, boas alternativas de execução. Porém, é possível montar com facilidade outras combinações.
O rítmo pode ser feito com a própria FR7x e fica muito satisfatório. Neste vídeo preferi só acompanhamento de uma bateria eletrônica simples.
Comente aqui e conte suas experiências.

MISTY E LUNEMAR

Mais um momento marcante de Wladimir Firsoff, Zap e Fabeo.
Ocorreu no dia 14 de setembro último, no ensaio de Lunemar.
Veja como ficou a interpretação desses três músicos.

APRENDENDO NO CROMÁTICO

52. Adquiri lá pelo princípio dos anos 2000 um Acordeon “Cromático”.
Somente agora estou tendo oportunidade de aprender como tocá-lo.
As primeiras experiências mostram que é um instrumento muito agradável.
Tem mais notas que o Acordeon “a piano”.
A posição dos botões do teclado torna possível maior velocidade na execução porque as notas se repetem muito próximas umas das outras.
A composição dos baixos é semelhante nos dois tipos de Acordeon, embora no modelo que estou utilizando haja uma fileira a mais de contrabaixos, uma terça adiante da terça normal comumente existente.
Estou animado com essa nova experiência.
Assista aqui um vídeo com estas primeiras performances.
Faça seus comentários.